Continuando o papo sobre sleeveface do post anterior, o Brasil Mostra Tua Capa é, definitivamente, uma das páginas mais divertidas da internet brasileira. Criada em 2015 pelos amigos Layana Leonardo e Antônio Adriano, a página combina fotos feitas pelos dois amigos e colaborações enviadas/encontradas pela rede.

Mandei umas perguntas e eles gentilmente responderam. Achei tão chique essa colaboração entre páginas brasileiras dedicadas às capas de disco, que vou publicar a conversa na íntegra. Depois eu coloco minhas observações (são muitas).

cover.jpg: Quem são vocês? Onde vivem? De que se alimentam? Trabalham com o quê?, etc.
Brasil Mostra Tua Capa:
Antônio Adriano: nasci no nordeste do Brasil, mas moro em São Paulo. Já estudei cinema, fotografia, computação e design gráfico e atuo como diretor de cena. Mas meu grande hobby é a fotografia mobile, adoro conhecer novos lugares, viajar, beber e dançar com os amigos, brincar com meu gato de estimação e nas horas vagas navego pela internet e redes sociais.
Layana Leonardo: sou nordestina, publicitária, boemia, viciada em música brasileira, discos, playlists e festas. E no meio dessa confusão toda, sempre arranjo um tempinho para voltar para Aracaju, rever a família e aproveitar tudo que me faz falta.

cover.jpg: Como vieram parar nesse universo do sleeveface? Como a música levou vocês até esse mundo? E daí para ter a ideia da página?
BMTC: Já amigos, a gente queria fazer algum projeto juntos. Juntando o que a gente já curtia, Layana música e Antônio fotografia, sendo assim depois de um brainstorm a gente chegou na ideia de fazer sleeveface só com capas nacionais, visto que as imagens que a gente já encontrava eram quase sempre de capas gringas.

cover.jpg: A gente tem uma tradição de capas com retratos bem interessantes e isso ajuda muito a compor o sleeveface. Quais são os que vocês mais gostam, os mais marcantes?

Usamos a ideia de sleeveface para fazer a primeira foto publicada no Brasil Mostra Tua Capa. Escolhemos umas das nossas cantoras favoritas e usamos uma amiga como modelo, fizemos com iPhone e foi muito divertido criar esse conceito. A partir desse momento nos motivamos mais para seguir com o projeto.

Essa dos Racionais também gostamos muito, pois teve um retorno muito significativo visto que os próprios integrantes e perfil do Racionais curtiram e compartilharam a foto.

cover.jpg: Têm alguns fatores que parecem contribuir pra essa onda, a volta da cultura do vinil, do toca-disco. As redes sociais de fotografia (instagram) de celular, etc. O Brasil se afirmando (desde sempre) como importante produtor de música mundial. Na opinião de vocês, que outros fatores contribuem para esse resultado tão interessante?
BMTC: O brasileiro é muito criativo e também super presente nas redes sociais, achamos que isso já é suficiente pra galera se interessar em surfar nessa onda. Mesmo dois anos depois de criar o projeto a gente ainda é surpreendido com fotos incrivelmente únicas e criativas de seguidores que compartilham com a gente suas criações.

cover.jpg: Já tiveram contato com artistas que estavam nessas capas? Como foi a reação deles?
BMTC:
Já sim, alguns já comentaram e repostaram nosso conteúdo, entre eles os perfis do Caetano, Raça Negra, Adriana Ribeiro, Racionais, entre outros. Além disso, já recebemos convites para criar conteúdo para marcas relacionadas a música nacional.

cover.jpg: Que outras coisas do universo das capas de disco vocês acompanham? Outras páginas, outras referências, outros artistas?
BMTC:
Acompanhamos mais perfis de sebo ou festas voltadas para o vinil.


Escolhas da editora

Acompanho o BMTC desde o comecinho e, obviamente, já tenho algumas fotos preferidas. Mas, para o post, decidi usar lições de jornalismo de dados (risos) e revi, uma a uma, as 256 publicações feitas até o momento (obsessiva não). Tomando esta amostra como base, acho que consegui distinguir três passos que você, amiga leitora, pode seguir para criar um inesquecível sleeveface.

1. A perfeição do encaixe
Lições de perspectiva na fotografia. Distância entre disco e lente. Perceba, querida leitora, como até o cotovelo de Alcione se encaixa ao da modelo.

Sem falar no vestuário dos modelos, porque um meme sem verossimilhança não é nada.

2. Quando o cenário completa ou acrescenta algo à foto:
Neste caso, o encaixe perfeito é desejável, mas não obrigatório. Completa:

Ou acrescenta:

3. Quando a combinação das duas partes dá um nó no cérebro:

É aí que o Brasil se destaca.

Em números

Foram, até o momento, 133 artistas contemplados em 256 postagens. Rainha absoluta, Gal lidera com folga com 24 aparições, das quais seis dedicadas a Tropical, quatro para Profana. Fantasia e Canta Caymmi empatam com três.

Gil lidera na categoria disco mais contemplado, com Luar dando o ar da graça nove vezes, seguido do disco de 1978 de Chico, com oito aparições.

Chico, aliás, travou com Roberto Carlos uma acirrada disputa pelo segundo lugar de artista que mais figurou (a liderança de Gal foi estabelecida desde o início). O desempate só se confirmou quase na reta final quando Chico encerrou o placar com 17 contra 16 aparições de Roberto Carlos. O Rei também não fez feio nos discos mais fotografados, com seis aparições para o de 1972 e quatro aparições para o de 1974.

Elis quase que só aparece com coletâneas. Ney e Alcione são os donos das capas mais incríveis da música brasileira. Senti falta de Erasmo e Wilson Simonal.

Artistas mais fotografados:
24: Gal
17: Chico
16: Roberto Carlos
11: Gil
10: Caetano
9: Xuxa
7: Tim Maia, Ney, Elis e Bethânia
6: Novelas, duplas sertanejas, Rita Lee, Martinho da Vila e Alcione

Discos que mais apareceram:
9: Luar, de Gil
8: Chico de 1978
6: Gal Tropical e Roberto Carlos de 1976
4: Gal Profana, Roberto Carlos de 1974 e Xou da Xuxa 6

Eu, depois de escrever esse post.

Show CommentsClose Comments

Leave a comment